Legislação da UE relativa a cookies
Se deseja visitar este sítio Internet, informamos que, de acordo com a Directiva 2009/136/CE da UE, será ativado um cookie quando aceder ao sistema. Se não pretende aceitá-lo, não entre no sítio Internet. Este cookie será utilizado para guardar a sua preferência linguística, mas não guardará quaisquer dados pessoais e expira ao fim de um ano.

Notícias

 

 

 

A reunião anual de 2017 do Comité de Contacto foi presidida e organizada pelo Tribunal de Contas Europeu (TCE), no Luxemburgo. Assistiram à reunião, enquanto observadores ativos, os Presidentes das Instituições Superiores de Controlo (ISC) dos países candidatos e potenciais candidatos, bem como representantes do Secretariado da EUROSAI e do SIGMA.

 

O tema principal da reunião do Comité de Contacto foi a forma como as ISC poderão contribuir para a recuperação da confiança dos cidadãos da UE. Este tema foi escolhido tendo em consideração os desafios crescentes que a UE e os Estados-Membros enfrentam e o aumento da pressão sobre as suas finanças públicas, bem como a manifesta perda de confiança nas instituições nacionais e da UE. Neste contexto, os participantes abordaram ainda produtos de auditoria inovadores das ISC e a comunicação com as partes interessadas, a fim de criar confiança nas instituições públicas nacionais e supranacionais. Os trabalhos foram moderados por Brigitte Christ, Vice-Diretora da ISC da Suíça.

 

O painel de discussão contou com a participação de três convidados externos, que partilharam as suas opiniões sobre este assunto. Jean Arthuis, deputado do Parlamento Europeu e Presidente da Comissão dos Orçamentos, trouxe um olhar da UE sobre o tema, enquanto János Bertok, especialista em integridade do setor público, falou sobre a forma como, do ponto de vista da OCDE, uma melhor governação pode ajudar a recuperar a confiança. Por último, Anton Colella, Diretor Executivo do Institute of Chartered Accountants of Scotland, partilhou a sua visão sobre a profissão de auditor enquanto serviço guiado por valores prestado à sociedade. Houve ainda lugar para intervenções de Tytti Yli-Viikari (ISC da Finlândia), de Vítor Caldeira (ISC de Portugal) e de Alex Brenninkmeijer (TCE). Kay Scheller (ISC da Alemanha), Arno Visser (ISC dos Países Baixos) e Didier Migaud (ISC de França) deram também as suas opiniões e apresentaram exemplos concretos de comunicação com as partes interessadas.

 

Nas discussões que se seguiram, o Comité de Contacto tomou nota das atividades desenvolvidas pelos seus grupos de trabalho e parceiros profissionais, bem como das atividades pertinentes das ISC membros. Trata-se, designadamente, dos relatórios finais das auditorias paralelas sobre a contribuição dos fundos estruturais para a Estratégia Europa 2020 nos domínios do emprego e/ou educação (realizadas sob a égide das ISC da Alemanha, dos Países Baixos e de Malta) e sobre os riscos subjacentes à sustentabilidade das finanças públicas (sob a égide das ISC da Suécia e da Finlândia).

 

A próxima reunião será organizada e presidida pela Instituição Superior de Controlo da Croácia, em outubro de 2018.

 

gerhard-steger-video.PNG

 

Luxembourg , 20/11/2017
Este sítio Internet é gerido pelo Tribunal de Contas Europeu