-->

Assuntos Económicos e Monetários

 

A crise económica e financeira revelou insuficiências na governação económica da UE e a persistência de riscos para o sistema financeiro e bancário europeu. O Tribunal partilha com a Comissão ECON a vontade de assegurar que os ensinamentos retirados durante esse período sejam aplicados a todos os níveis, com a maior eficácia possível.

Na qualidade de auditor da UE, o Tribunal também procura contribuir para a resolução dos principais desafios que a UE enfrentará no futuro. O Tribunal prevê que a sustentabilidade orçamental, que ainda é um setor financeiro vulnerável, continue a deparar-se com desafios no contexto da estagnação do processo de globalização e da diminuição do apoio ao sistema de mercado livre após a crise económica. A competitividade relativa da economia da UE ameaça continuar a sua trajetória descendente, tendo em conta a ascensão da China e das outras futuras potências económicas mundiais.

O Tribunal terá em conta todos estes fatores, quando proceder à seleção das tarefas de auditoria e à formulação de recomendações para o futuro.